Aprenda idiomas on-line!
previous page  up Índice  next page  | Free download MP3:  ALL  51-60  | Free Android app | Free iPhone app

Home  >   50linguas.com   >   português PT   >   árabe   >   Índice


55 [cinquenta e cinco]

Trabalhar

 


‫55 [خمسة وخمسون]‬

‫العمل‬

 

 
Em que é que você trabalha?
‫ما هي وظيفتك؟‬
maa hiya wadhifatok?
O meu marido é médico.
‫وظيفة زوجي طبيب.‬
wadhifat zawjii tabiib
Eu trabalho em part-time como enfermeira.
‫أنا أشتغل كممرضة حتى منتصف النهار.‬
anaa ashtaghil kamomarridha hatta montasaf ennahaar
 
 
 
 
Em breve receberemos a reforma.
‫قريبًا سنتقاعد.‬
kariiban sanatakaad
Mas os impostos são elevados.
‫لكن الضرائب مرتفعة.‬
laken edharaa'eb mortafia
E a segurança social é cara.
‫والتأمين الصحي مكلف.‬
watt'amiin essehhii moklif
 
 
 
 
O que é que queres ser um dia mais tarde?
‫ماذا تريد أن تصبح يوماً ما؟‬
maathaa toriid an tosbeh yawman maa?
Eu quero ser engenheiro.
‫أريد أن أصبح مهندسًا.‬
oriid an osbah mohandisan
Eu quero tirar um curso superior.
‫أريد أن أدرس في الجامعة.‬
oriid an oddarris fi jaamia
 
 
 
 
Eu sou estagiário.
‫أنا طالب متدرب.‬
anaa taaleb motadarreb
Eu não ganho muito.
‫لا أكسب الكثير.‬
laa akseb elkathiir
Eu estou a fazer um estágio no estrangeiro.
‫أنا أتدرب خارج البلاد.‬
an ataddarb khaarej elbilaad
 
 
 
 
Este é o meu chefe.
‫هذا هو رئيسي في العمل.‬
hatha howa raiisii fil amal
Eu tenho colegas simpáticos.
‫لدي زملاء لطفاء.‬
ladayya zomalaa' lotafaa'
À hora do almoço vamos sempre à cantina.
‫نذهب دائماً وقت الظهر إلى الكافتيريا.‬
nadhhab daaiman wakt edhdhahiira ilaa elkafitiiryaa
 
 
 
 
Eu estou à procura de emprego.
‫أبحث عن وظيفة.‬
abhath an wathiifa
Eu já estou desempregado /-a há um ano.
‫صار لي عام عاطل عن العمل.‬
saara lii aam aatel an elamal
Neste país há demasiados desempregados.
‫يوجد في هدا البلد كثير جداً من العاطلين عن العمل.‬
yoojad fi hatha elbaled elkathiir mina elaatiliin an elamal
 
 
 
 
 

previous page  up Índice  next page  | Free download MP3:  ALL  51-60  | Free Android app | Free iPhone app

A memória precisa da linguagem

Quase toda a gente se lembra do primeiro dia da escola. Porém, não nos conseguimos lembrar de tudo o que aconteceu antes dessa data. Dos primeiros anos de vida não temos praticamente nenhuma recordação. Mas porque é que isto acontece? Porque é que não nos lembramos daquilo que vivemos quando éramos bebés? A razão prende-se com o nosso desenvolvimento. A língua e a memória desenvolvem-se praticamente ao mesmo tempo. Para se recordar de alguma coisa, o ser humano precisa da linguagem. Ou seja, ele precisa de ter palavras para o que vive. Os cientistas conduziram vários estudos com crianças. Nos quais fizeram uma descoberta interessante. Assim que começam a falar, as crianças esquecem as suas experiências anteriores. O início da linguagem é, portanto, também o princípio da memória. Nas primeiros três anos de vida, as crianças aprendem imenso. Todos os dias experienciam coisas novas. É também nesta idade que vivem muitas experiências importantes. Apesar disso, nenhuma destas experiências permanece na memória. Os psicólogos apelidam este fenómeno de amnésia infantil. Só as coisas que as crianças conseguem nomear é que permanecem. A memória autobiográfica preserva as recordações pessoais. Funciona como um diário. Nela é armazenado tudo aquilo que é importante para a nossa vida. Deste modo, a memória autobiográfica forma também a nossa identidade. O seu desenvolvimento depende, porém, da aprendizagem da língua materna. E só através da nossa língua é que podemos ativar a nossa memória. Claro que as coisas que vivenciamos quando éramos bebés não foram apagadas da nossa memória. Estão armazenadas em alguma parte do nosso cérebro. Só que não podemos mais aceder a elas... - é realmente uma pena, não é?

 

Downloads are FREE for private use, public schools and for non-commercial purposes only!
LICENCE AGREEMENT. Please report any mistakes or incorrect translations here.
© Copyright 2007 - 2015 Goethe Verlag Starnberg and licensors. All rights reserved.
Contact
book2 português PT - árabe para principiantes